Fim de semana eleitoral também é marcado por apreensões na entrada de presídios


10/10/2018 13:10



Nem policiamento ostensivo nas ruas intimidou visitantes a não trazer ilícitos para as unidades.

No primeiro final de semana de outubro (06 e 07), estabelecimentos prisionais subordinados a Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Oeste do Estado (Croeste) registraram tentativas frustradas de inserção de objetos ilícitos nos presídios e que foram barrados durante os procedimentos de revista. Vale lembrar que os visitantes flagrados são excluídos do rol de visitas e levados à Delegacia de Polícia Civil mais próxima, sem prejuízo de responderem na esfera criminal. Também é instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade dos presos que receberiam os materiais podendo, ainda, ser instaurados Procedimentos de Apuração Preliminar para apurar supostas responsabilidades funcionais.

SÁBADO (06.10.18)
PENITENCIÁRIA “SILVIO YOSHIHIKO HINOHARA” DE PRESIDENTE BERNARDES
Duas mulheres foram barradas, durante os procedimentos de revista, ao tentarem entrar no presídio levando ilícitos para os presos que seriam visitados. Uma delas estava com 01 (um) celular inserido no órgão genital, identificado nas imagens do scanner corporal. A outra trazia uma porção de pó branco semelhante à cocaína,  escondido e misturado em arroz cozido, trazido numa vasilha. Em ambos os casos, as referidas visitantes foram conduzidas à Delegacia de Polícia local, onde foram lavrados os respectivos Boletins de Ocorrência. Também foram instaurados Procedimentos Disciplinares para apurar a cumplicidade dos sentenciados que receberiam o celular e o pó esbranquiçado.

PENITENCIÁRIA “OZIAS LÚCIO DOS SANTOS” DE PACAEMBU
O aparelho de scanner corporal impediu a entrada de entorpecentes na unidade prisional, trazidos por visitantes. Tanto a companheira de um sentenciado, quanto a irmã de outro, escondiam na genitália invólucros envoltos à fita de alto fusão, papel carbono e grafite, os quais continham em seu interior porções de erva esverdeada e pó branco, supostamente, maconha e cocaína. A Polícia Militar foi acionada e as visitantes conduzidas após o flagrante para a Delegacia de Polícia local, para as providências de praxe, além de serem suspensas do rol de visitas. Foram instaurados Procedimentos Disciplinares a fim de apurar eventual cumplicidade por parte dos sentenciados que seriam visitados, os quais se encontram isolados preventivamente em Pavilhão Disciplinar.

PENITENCIÁRIA I NESTOR CANOA DE MIRANDÓPOLIS
Ao passar os pertences de uma visitante da unidade pelo aparelho de raios X, agentes penitenciários encontraram 250 (duzentas e cinqüenta gramas) de pó branco semelhante à cocaína e 01 (uma) folha de papel semelhante à droga sintética conhecida como K4. Os objetos estavam dentro de sacos plásticos, escondidos em meio a alimentos destinados a um sentenciado. A Polícia militar foi acionada e encaminhou a visitante à delegacia para as providências cabíveis e o sentenciado removido ao Pavilhão Disciplinar.

PENITENCIÁRIA II “LUIS APARECIDO FERNANDES” DE LAVÍNIA
Neste sábado, 02 (dois) celulares foram apreendidos com visitantes na entrada da unidade. Os aparelhos estavam ocultos nas genitálias de duas mulheres que visitariam os respectivos companheiros presos no local, sendo descobertas ao passarem pelo scanner corporal. Ambas foram suspensas do rol de visitas e encaminhadas à autoridade policial para providências da polícia judiciária. Já os sentenciados foram isolados preventivamente e responderão a Procedimento Disciplinar.

PENITENCIÁRIA DE JUNQUEIRÓPOLIS
Por volta das 12h, durante o procedimento de revista usando o scanner corporal, servidores perceberam a presença de um objeto estranho nas partes íntimas da companheira de um sentenciado. Questionada, a visitante admitiu portar um objeto ilícito, não falando do que se tratava, e disse que não conseguiria retirar sozinha. Desta forma, foi acionada a Polícia Civil que encaminhou a visitante em questão para o plantão policial. Ao chegar à delegacia, a mulher retirou espontaneamente 01(um) invólucro do corpo que, após ser analisado, constatou-se que se tratava de cocaína. A mulher ainda forneceu algumas informações aos policiais que, em ato contínuo, dirigiram-se até o hotel onde a mesma estava hospedada e efetuarem revista em pertences pessoais da apreendida, encontrando mais 05 (cinco) invólucros contendo o mesmo material. No dia seguinte, domingo, outra mulher foi barrada na entrada da unidade por trazer um invólucro com 01 (um) celular inserido na genitália. Em ambos os casos, as mulheres foram suspensas do rol de visitas e os sentenciados removidos ao Pavilhão Disciplinar, aguardando apuração dos fatos.

PENITENCIÁRIA “TACYAN MENEZES DE LUCENA” DE MARTINÓPOLIS 

Neste fim de semana, através dos procedimentos de revista com aparelhos mecânicos, quatro mulheres foram flagradas por agentes penitenciários com invólucros inseridos no órgão genital contendo, respectivamente, 03 (três) celulares e 01 (uma) porção de maconha. As mulheres, que visitariam os companheiros que cumprem pena na unidade, foram encaminhadas à delegacia local e suspensas do rol de visitas. Já os sentenciados, responderão a Procedimento de Infração Disciplinar para apuração de responsabilidades.

DOMINGO (07/10/18)
PENITENCIÁRIA “ASP LINDOLFO TERÇARIOL FILHO” DE MIRANDÓPOLIS
Diversas publicações em rede sociais impressas foram encontradas misturadas a alimentos trazidos pela visitante de um sentenciado. O material foi descoberto e apreendido durante os procedimentos de revista para entrada na unidade prisional. A mulher foi ouvida a termo e terá sua conduta averiguada por procedimento investigatório, onde também será apurado eventual envolvimento do preso no fato.

Penitenciária “João Batista de Santana” de Riolândia

Durante os procedimentos rotineiros de revista nos pertences da companheira de um sentenciado, para que ela tivesse acesso ao interior da unidade, foram encontrados 02 (dois) rolos de papel higiênico com 02 (dois) pedaços de papel de aproximadamente 15 x 5 cm camuflados, aparentando ser o entorpecente conhecido por LSD. A visitante foi suspensa do rol de visitas e encaminhada à Central de Flagrantes de Votuporanga/SP pela Polícia Militar para as providências cabíveis.

Atenciosamente,


Nossos Parceiros