Vigilância Sanitária interdita Centro Cirúrgico e Maternidade da Santa Casa de Panorama


06/12/2018 12:12



Pacientes serão transferidos para receber atendimento médico no Hospital Regional (HR), em Presidente Prudente. Foram detectados problemas estruturais e funcionais.

A Vigilância Sanitária Estadual interditou nesta quarta-feira (5), por tempo indeterminado, o Centro Cirúrgico e a Maternidade da Santa Casa de Panorama.

No local, segundo o provedor do hospital, Sérgio Eurico, foram identificados problemas em relação à estrutura do prédio, aos materiais utilizados e também aos recursos humanos, como as faltas de profissionais e de capacitação.

As gestantes tanto de Panorama como de Paulicéia serão encaminhadas para receber atendimento médico no Hospital Regional (HR), em Presidente Prudente.

A alternativa foi definida após uma pactuação junto ao Departamento Regional de Saúde (DRS) e aos demais setores envolvidos.

Os pacientes que necessitarem de atendimento no Centro Cirúrgico também serão transferidos para o HR.

A previsão é de que os atendimentos possam ser retomados no hospital em janeiro de 2019.

Segundo o provedor, o hospital já toma providências para adotar as medidas exigidas pela Vigilância Sanitária e atua para possibilitar um melhor atendimento à população. 

Estado 

G1 solicitou um posicionamento oficial da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo sobre o assunto e, em nota, o Grupo de Vigilância Sanitária (GVS) de Presidente Prudente informou que realizou vistoria conjunta com o município na Maternidade da Santa Casa de Panorama nesta quarta-feira (5).

“O hospital deve propor um cronograma de adequação das irregularidades estruturais e dos processos de trabalho para que ocorra a desinterdição”, salientou a nota encaminhada ao G1.

“Cabe esclarecer que o Pronto Atendimento segue normalmente. Pacientes que necessitarem de internação e realização do parto serão encaminhados a outros serviços da rede, como os hospitais Regional e Estadual de Presidente Prudente, entre outros, de acordo com o perfil de cada caso”, concluiu a pasta ao G1.

Fonte: G1


Nossos Parceiros