Presidente do CONDEFI reclama das condições de acessibilidade na Fapidra


11/07/2018 21:07



Vejam na íntegra a reclamação do cidadão Cleber Regiani.

VERGONHA!!!

Mais uma “FESTA”, mais uma FAPIDRA com desrespeito à Pessoa com Deficiência (PcD).

Eu, Cleber Regiani, Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Dracena (COMDEFI), fui até o Recinto de Exposições de Dracena, a Fapidra, verificar as condições de ACESSIBILIDADE para o público com deficiência.

Antecipadamente, para evitar transtorno, foram emitidos por este Conselho, COMDEFI, assinado por mim alguns ofícios para; Câmara Municipal, Prefeitura Municipal, Promotoria de Justiça e para a empresa responsável pelo evento, “Prates e Prates”, pedindo ACESSIBILIDADE conforme exigido em Lei. 
Porém, como de costume, a ACESSIBILIDADE não foi feita como deveria.

Foi montado uma plataforma no fundo da arena para que pessoas com cadeira de rodas ali ficassem. Oferecendo apenas um local para este público, ou seja, a segregação, e a exclusão está instalada.

“Pergunto: se o cadeirante quiser ir em camarotes com amigos, familiares etc.? Como fariam? Não! Não fazem”. (Desabafo)

Tentei contato com o Prefeito, que havia se comprometido a pedir o embargo se caso não fosse cumprido o pedido do COMDEFI para adequações de acessibilidade. Mas, sem sucesso.

No entanto, sendo Presidente do COMDEFI, dirigi-me até a Promotoria com um oficio em mãos pedindo o embargo da festa por falta de ACESSIBILIDADE, falta de inclusão social, separação de pessoa (segregação-exclusão) e discriminação baseado na Lei Brasileira de Inclusão, LBI – 13.146/2015.

Na promotoria, fui informado que não há, não temos respaldo jurídico municipal que assegura o direito de ACESSIBILIDADE em evento, que a falta de acesso à Pessoa com Deficiência (PcD) não é uma razão para embargar uma festa, ou seja, a segurança, o direito de ir e vir, não é direito da PcD nesta ocasião. Apenas para os “normais”

Portanto, chego à conclusão que; Pessoas com deficiência é tido como intruso e peso na sociedade. Somos pesos vivos não andantes – marginais, sem direito a laser, divertimento e distração.

(Curiosidade; no município de Dracena, há mais de 10 mil Pessoa com Deficiência – todos os tipos de deficiência)
“Olhem com atenção para esse público caros VEREADORES/PREFEITO e futuros candidatos a PREFEITO”


Nossos Parceiros