As reclamações são muitas, resolvemos fazer um pequeno trecho de uma rua para mostrar a situação quase no geral


08/11/2018 14:11



Como recebemos diariamente os mais diversos tipos de reclamação da situação principalmente dos bairros de Dracena, resolvemos fazer um trecho pequeno de uma rua e tentar mostrar alguns casos que são os mais frequentes.

O trecho das imagens é na rua Stélio Machado Loureiro entre as ruas Euclides da Cunha e Vendramim, vejam, apenas duas quadras e olhem o que encontramos, sendo que no mapa do município este local é considerado como região Centro.

Calçadas intransitáveis por conta de Lajotas e mato, mas põe mato nisso, sarjetas com mato e entulho, bueiro praticamente entupido, buracos no asfalto para todos os lados, terrenos com mato alto que prolifera tudo quanto é tipo de animais e insetos, entre outros. 

As coisas que são de obrigação dos munícipes fazerem, também tem falhas, pois a fiscalização devia agir e punir rigorasamente.

Portanto essa é a situação que nos deparamos por todos os cantos da cidade onde andamos, e olha que a reportagem do Site JZ percorre a cidade toda. A pergunta que não quer calar e todos fazem por onde passamos é o que se tem feito e como se tem feito, pois parece que a coisa anda patinando, não sai do lugar, não se vê obras nenhuma. Até os serviços considerados essenciais como recolhimento de folhas tem deixado a desejar.

Cobrar de quem? Falar com quem? Criticar a quem? Já fizemos muito isso e não resolveu, parece que a cidade dorme em berço esplêndido. Vamos só mostrar e ver se alguém toma providências. Nosso trabalho é de indicar as coisas que achamos erradas e nem temos muito trabalho para isso, pois os munícipes que nos dão o material para fazer. Alguma coisa tem que ser feito e com urgência.

Só lembrando que as Festas de final de ano estão chegando e quem nos visitar vai com certeza levar péssimas impressões de como tudo está hoje, especialmente aqueles que tem vindo anualmente e já viram a cidade muito mais bem cuidada, mais bem arrumada, com aspecto de limpeza. Fica a dica.

Jorge Zanoni


Nossos Parceiros