Vítimas de acidente em rodovia continuam internadas; cinco morreram na batida


10/07/2018 17:07



Vítimas de acidente em rodovia continuam internadas; cinco morreram na batida em General Salgado.

Acidente aconteceu na Rodovia Feliciano Sales Cunha, em General Salgado (SP). Duas filhas de um casal que morreu e o genro seguem em hospitais da região.

Três vítimas do acidente que matou cinco pessoas nesta segunda-feira (9), em General Salgado (SP), continuam internadas em hospitais da região. A batida frontal entre os dois carros aconteceu na Rodovia Feliciano Sales Cunha.

De acordo com a polícia, duas das vítimas são irmãs e estão internadas no Hospital de Base de São José do Rio Preto (SP), uma delas está grávida de cinco meses.

Conforme dados do hospital, a gestante não corre o risco de perder o bebê, está consciente e o estado de saúde é considerado estável. A irmã dela tem várias fraturas pelo corpo, também está consciente e não corre risco de morrer.

Ainda segundo o HB, a grávida deve passar por uma cirurgia na manhã desta terça-feira (10) para corrigir uma fratura no pé esquerdo. O marido dela está internado na Santa Casa de Araçatuba (SP), em estado estável.

Velório 

Na manhã desta terça-feira, três vítimas do acidente são veladas no cemitério de General Salgado (SP). Dos três, dois morreram no local do acidente e outro no hospital.

Luiz Paulo Amaral do Nascimento, de 18 anos, será enterrado às 13h. O sepultamento de João Otávio Araújo Ribeiro, 17 anos, está marcado para 15h, e o de Ítalo Magno Filadeufo, 18 anos, às 16h. 

No outro carro que se envolveu no acidente, estavam cinco pessoas da mesma família. Um idoso também morreu no local e a esposa dele não resistiu aos ferimentos no momento em que era socorrida à Santa Casa.

O casal Maria de Fátima de Freitas Cardoso, de 54 anos, e Afonso Cardoso, de 73 anos, estão sendo velados em Auriflama (SP) e serão enterrados às 17h.

O acidente 

A batida aconteceu no quilômetro 553 da Rodovia Feliciano Sales Cunha. Os dois carros ficaram completamente destruídos após a batida frontal.

Uma testemunha contou à Polícia Rodoviária que um dos carros, que seguia sentido General Salgado, tentava ultrapassar um caminhão, não conseguiu e atingiu de frente o outro carro, que estava indo para Auriflama (SP).

A polícia aguarda o laudo da perícia técnica para investigar as causas do acidente. “A colisão frontal é o pior tipo de acidente, pelo dano dos veículos e pela quantidade de vítimas dá para ver que foi um acidente grave”, afirma o tenente da Polícia Rodoviária Estadual Maurício Cavalari.

Fonte: G1

 


Nossos Parceiros