Beleza e Saúde 04/03/18


04/03/2018 10:03



Você sofre de TPM?

A TPM (tensão pré-menstrual) é um conjunto de sintomas físicos, psicológicos e emocionais que muitas mulheres sentem, geralmente de 1 a 2 semanas antes do ciclo menstrual.

Durante cada ciclo menstrual, o organismo da mulher sofre importantes modificações no nível de seus hormônios sexuais, especialmente estradiol e progesterona.

Tais modificações hormonais podem causar efeitos físicos e psicológicos, tais como: alterações de humor, sensibilidade nos seios, dor de cabeçaansiedadeinsônia e outros.

Toda a mulher tem TPM?

Nem toda a mulher sofre com TPM, porém sabe-se que quase 40% das mulheres são afetadas por este problema. Os sintomas que surgem dependem muito de mulher para mulher, e podem ser muito evidentes em algumas ou muito discretos em outras.

TPM é psicológico?

Caso alguém ainda tenha alguma dúvida, a TPM nem é psicológica, nem frescura. A tensão pré-menstrual está relacionada com a elevação do estrogênio e queda da progesterona, sendo por isso provocada por um desequilíbrio hormonal entre estes hormônios. Este desiquilíbrio acaba afetando o sistema nervoso, provocando os sintomas psicológicos e físicos, descritos anteriormente.

O que acontece é que estes sintomas não são sempre iguais, podendo afetar cada mulher de forma diferente. Isso funciona um pouco como os efeito colaterais de remédios, os quais você nunca sabe de antemão se vão se manifestar ou não.

Causas da TPM

A causa mais comum da TPM está relacionada às alterações bioquímicas nos níveis dos hormônios sexuais estrogênio e progesterona. Essas oscilações hormonais podem causar retenção de líquido e de sal no organismo.

Deficiências vitamínicas (como de vitamina B6) ou de ácidos graxos (como o ácido linoléico); assim como hábitos alimentares, estilo de vida, ausência de atividades físicas e stress também podem estar relacionados aos sintomas. Isso por que, ao se fazerem complementações vitamínicas e mudanças no estilo de vida, foram observadas melhoras nos sintomas da TPM.

Alguns pesquisadores acreditam que a deficiência de cálcio e magnésio (que afeta a comunicação entre as células nervosas) ou o baixo nível de açúcar no sangue (hipoglicemia) também podem aumentar os sintomas da TPM.

O que é cólica menstrual e porque a sentimos?

Muitas mulheres são acometidas por indesejáveis dores na parte abdominal, que incomodam antes ou durante a menstruação. A dismenorreia, termo científico para a cólica menstrual, varia bastante em intensidade da dor de mulher para mulher. Para algumas, é um verdadeiro incômodo que pode acabar com o dia.

O corpo feminino possui estruturas reprodutivas, tais como o útero, os ovários e as trompas, que todo mês se preparam para receber um bebê. Nessa preparação, cria-se uma camada dentro do útero chamada endométrio, responsável por nutrir o embrião. Quando o corpo percebe que o óvulo não foi fecundado e, então, não precisará suprir o tal embrião, começa o processo inverso – o próprio endométrio reconhece que não mais será utilizado e libera a prostaglandina. Esta substância fará o útero contrair-se para que o endométrio seja, então, eliminado do organismo. As contrações do útero comprimem os nervos e os vasos sanguíneos à sua volta, causando dores no baixo-ventre. E é assim que, finalmente, surge a cólica menstrual.

Sintomas da TPM

As condições para o surgimento dos sintomas são múltiplas e variam em cada organismo:

  • Depressão e pensamentos negativos
  • Ansiedade, tensão, nervosismo, excitação
  • Fraqueza afetiva, tristeza repentina, choro fácil, sentimento de rejeição
  • Raiva ou irritabilidade persistente, aumento dos conflitos interpessoais
  • Dificuldade de concentração
  • Cansaço, fadiga fácil, falta de energia
  • Acentuada alteração do apetite
  • Distúrbios do sono
  • Sensação de estar fora do próprio controle
  • Inchaço e/ou sensibilidade mamária aumentada
    • Dor de cabeça
    • Dores musculares
    • Ganho de peso ou sensação de inchaço

Fonte: https://belezaesaude.com/tpm/


Nossos Parceiros