Artigos 09/01/19


09/01/2019 12:01



Realidade, Província e Poder Institucionalizado...

Querer não é poder. Quem pôde, quis antes de poder só depois de poder. Quem quer nunca há-de poder, porque se perde em querer. (Fernando Pessoa) 

Sérgio Barbosa

Na realidade, isso é, depende sempre deste ou daquele olhar sobre a mesma coisa ou a mesmice de sempre em terras provincianas, portanto, até o final deste ano que já terminou para a maioria das pessoas, ainda, tudo pode ocorrer para um ou mais lados deste mesmo lado...

Não se pode mais brincar de "fazer de conta", tal qual aquelas brincadeiras de crianças e tudo mais em meio ao tudo de menos, assim, cada qual, do seu jeito deve correr atrás do lucro em meio aos desencontros do presente que esquece o passado e tentar correr atrás de um futuro incerto em todas as áreas...

Também, o poder continuar tendo problemas em saber o que fazer com as "críticas", porém, não se pode esquecer que as mesmas existem para apresentar outras opções para um mesmo contexto, entretanto, esse poder institucionalizado está sempre acima do bem e do mal...

Neste cenário se aproximando do "Apocalipse" para todas as áreas, deve-se ficar em constate "estado de alerta" frente aos desmandos em nome das "bem aventuranças", talvez, dos denominados "aventureiros" de sempre que em nome do passado estão mais presentes do que nunca na Província...

De um jeito ou de outro, todos/as querem se salvar disto ou daquilo, bem como, afirmam que o importante é "sobreviver" de um jeito ou de outro neste cenário provinciano, todavia, a mesmice pode estar de volta como uma "máquina" que atropela e se utiliza da opressão e da repressão para manter o "status quo" dos mesmos de sempre...

Ainda bem que existe uma minoria que sabe o que ocorre por trás destes desencontros patrocinados pelos interesses do poder pelo poder em busca do poder, haja vista que "toda unanimidade é burra" como afirmou o escritor do outro tempo, ainda, tudo pode se perder, isso é, caso os cálculos não confirmem as projeções para isto ou aquilo...

E no mais em meio ao tudo de menos, "sobram as batatas" para a maioria dos/as provincianos/as, tal qual uma "massa de manobras" ou mediado pelo "Consenso Fabricado" propagado pelo pesquisador norte-americano NOAM CHOMSKY...

O contexto continua promovendo diversas possibilidades para este poder que vai estar no governo, portanto, a "Província" deve estar atenta para as manobras que o poder institucionalizado acaba determinando pelos meios democráticos em nome deste ou daquele compromisso, destacando neste cenário uma das máximas da área da publicidade, a saber; "nada se cria, tudo se copia"...

Neste meio tempo sem o tempo, cada qual usa e abusa das suas verdades para muitas mentiras ou uma mentira para muitas verdades, bem como, criando os denominados "factóides" com interesses individual ou coletivo para muitos olhares além da província em tempo de pós-globalização organizacional...

Ainda bem que existem muitos registros sobre tais ocasos, para isso ser uma verdade ou não, por isso, os/as provincianos/as estão na expectativa de que alguma coisa pode ocorrer até o final deste ano, ainda, de um jeito ou de outro, porém, o que não espera é que isso ou aquilo, se transforme no tal "presente de grego"...

Quem viver, vai ver...


Nossos Parceiros